EXTRA GRAFT XG-13®

O produto

Informações Gerais

EXTRA GRAFT XG-13® é um substituto ósseo natural composto por 75% de hidroxiapatita bovina (principal componente mineral do osso) e 25% de colágeno do tipo I (proteína mais abundante na porção orgânica do osso) – ambos de origem bovina – esterilizado por raios gama.

GRÂNULOS DE HIDROXIAPATITA BOVINA

Os grânulos de hidroxiapatita bovina apresentam propriedades físico-químicas semelhantes à estrutura óssea humana e proporcionam uma superfície altamente bioativa para a migração celular, contribuindo para a remodelação óssea por meio de um processo fisiológico.

Colágeno tipo I Bovino

O colágeno tipo I, com sua alta biocompatibilidade e organização tridimensional, é, por sua vez, um importante carreador das proteínas ósseas morfogenéticas (BMPs) e atua como o arcabouço ideal para a migração rápida das células endoteliais e osteoprogenitoras, propiciando uma regeneração óssea acelerada.

O preparo do EXTRA GRAFT XG-13® é realizado minuciosamente, o que permite a infiltração de colágeno para o interior de todos os espaços trabeculares da hidroxiapatita. Desta forma, o colágeno tipo I presente no EXTRA GRAFT XG-13® é dotado de alta ordem molecular e de organização dos cristais (1,2), fatores importantes nos fenômenos de reconhecimento e adesão celular. As células reconhecem a topografia e a geometria moleculares, e os fenômenos de automontagem (“self assembly”) e auto-organização, essenciais para o processo de reparo ósseo, são desencadeados (3).

A associação do colágeno com a hidroxiapatita forma um biocomposto que, além de altamente eficaz, não apresenta grau de citotoxicidade ou relato de reações adversas. Adicionalmente, por ser um material facilmente moldável, flexível e com alta agregação ao defeito ósseo, o EXTRA GRAFT XG-13® possui excelente aplicabilidade clínica (4, 5).

Tais qualidades tornam o EXTRA GRAFT XG-13® uma opção eficaz, segura, e que simplifica a realização dos procedimentos cirúrgicos, com boa adaptação deste substituto ósseo à área a ser enxertada.

Características e Benefícios

  • Redução do tempo cirúrgico: Fácil manipulação e adaptação ao defeito ósseo;
  • Redução do desperdício de material: a presença de colágeno minimiza a dispersão da Hidroxiapatita da cavidade, facilitando a inserção do produto no leito cirúrgico;
  • Osteointegração: Partículas da hidroxiapatita de 200 a 400 μm favorecem a migração de células endoteliais e osteoprogenitoras;
  • Vascularização: O colágeno tipo I de sua composição possui estrutura tridimensional que promove revascularização;
  • Ganho de volume: Seus grânulos de hidroxiapatita são de lenta reabsorção, o que mantém o volume ósseo durante a remodelação tecidual fisiológica;
  • Hemostasia: As propriedades hemostáticas do colágeno tipo I promovem estabilização do coágulo;
  • Esterilizado por feixe de elétrons: Permite maior penetrabilidade e assegura a esterilização de todo o volume do produto(10).

Apresentação

EXTRA GRAFT XG-13® apresenta-se sob a forma de cilindros, em embalagens individuais contendo 0,25 , 0,5g e 1,0g.


Apresentações: 0,25g , 0,5g e 1,0g

Referências Bibliográficas

1. Teixeira RG, Vidal BC, Santos EP. Reposicionamento cirúrgico de um segundo molar inferior direito impactado com cárie – Relato de caso. Jornal Brasileiro de Ortodontia Facial 2000; 30:76-81.

2. Vidal BC. The use of a complex of collagen type I with hydroxyapatite from bone, as a bone implant substitute: an experimental approach. Tissue Eng 1996; 2 (2):151-60.

3. Vidal BC. Image analysis of tendon helical superstructure using interference and polarized light microscopy. Science Direct 2003; 34 (8):423-32.

4. Rodrigues CVM, Serricella P, Linhares ABR, Guerdes RM, Borojevic R, Rossi MA et al. Characterization of a bovine collagen-hydroxyapatite composite scaffold for bone tissue engineering. Biomaterials 2003; 24: 4987-97.

5. Hsu FY, Chueh SC, Wang Y J. Microspheres of hydroxyapatite/reconstituted collagen as supports for osteoblast cell growth. Biomaterials 1999; 20:1931-6.

6. Burg KLJ, Porter S, Kellan JF. Biomaterial developments for bone tissue engineering. Biomaterials 2000; 21:2347-59.

7. Pilliar RM, Fillaggi MJ, Wlls JD, Grynpas MD, Kandel RA. Porous calcium polyphosphate scaffolds for bone substitute application – in vitro characterization. Biomaterials 2001; 22:963-72.

8. LeGeros RZ, LeGeros JP, Daculsi G, Kijkowska R. Calcium phosphate biomaterials: preparation, properties and biodegradation. In: Wise DL, editors. Encyclopedic handbook of biomaterials and bioengineering. Part A: materials, vol II. New York, USA: Marcel Deckker; 1995. p.1429-63.

9. Boyan BD, Lohmann CH, Romero J. Bone and cartilage issue bioengineering. Clin Plast Surg 1999; 26(4): 629-45.

10. Suchanek W, Yoshimura M. Processing and properties of hydroxyapatite-based biomaterials for use as hard tissue replacement implants. J Mater Res 1998; 13(1):94-117.

11. Ducheyne P, Qiu Q. Bioactive ceramics: the effect of surface reactivity on bone formation and bone cell function. Biomaterials 1999; 20:2287-303.

12. Green D, Walsh D, Mann S, Oreffo ROC. The potential of biomimesis in bone tissue engineering: lessons from the design and synthesis of invertebrate skeletons. Bone 2002; 30 (6):810-5.

13. Asashina I, Watanabe M, Sakurai N, Mori M, Enomoto S. Repair of bone defect primate mandibule using a bone morphogenetic protein (BMP) – hydroxyapatite-collagen composite. J Med Dent Sci 1997; 44:63-70.

14. Zim S. Skeletal volume enhancement: implants and osteotomies. Otolaryngol Head Neck Surg 2004; 12:349-56.

15. Reddi AH. Morphogenesis and tissue engineering of bone and cartilage: inductive signals, stem cells, and biomimetic materials. Tissue Eng 2000; 6(4):351-9.

16. Chevallay B, Herbage D. Collagen-based biomaterials as 3D scaffold for cell cultures: applications for tissue engineering and gene therapy. Med Biol Eng Comput 2000; 38:211-8.

17. Saito N, Takaoka K. New synthetic biodegradable polymers as BMP carriers for bone tissue engineering. Biomaterials 2003; 24:2287-93.

18. Evans EJ. Toxicity of HA in vitro: the effect of particle size. Biomaterials 1991; 12: 574-6.

19. Higashi T, Okamoto H. Influence of particle size of hydroxyapatite as a capping agent on cell proliferation of cultured fibroblasts. J Endodontics 1996; 22 (5):236-9.

20. Sun J-S, Tsuang Y-H, Chang WH-S, Li J, Liu H-C, Fin F-H. Effect of hidroxyapatite particle size on myoblasts and fibroblasts. Biomaterials 1996; 18:683-90.

21. Lu JX, Flautre B, Aselme K, Hardouin P, Gallur A, Descamps B et al. Role of interconnections in porous bioceramics on bone recolonization in vitro and in vivo. J Mat Sci: Mater Med 1999; 10:111-20.

22. Tsuruga E, Takita H, Itoh H, Wakisaka Y, Kuboki Y. Pore size of porous hydroxyapatite as the cell-substratum controls BMP-induced osteogenesis. J Biochem 1997; 121:317-24.